terça-feira, 16 de junho de 2015

Carla - Por Experiência Própria


Hoje falo do meu próprio nome, e ainda hoje não sei se simplesmente me habituei ao nome ou se gosto dele. O nome em si, foi muito usado nos anos 1970/1980, época onde Carla esteve no Top 10 nacional de Portugal. 


Não consigo pensar noutro nome para mim, mas infelizmente foi um nome tão usado naquela altura que nunca fui única Carla em lado nenhum.

Na minha turma houve sempre outras colegas chamadas Carla e hoje em dia, só no meu trabalho somos três.
Já tive muitas alcunhas, Carlota é uma delas e é a que mais vezes me chamam, pois são dois nomes muito parecidos, pois parece um diminutivo de Carla

Não considero Carla um nome feio, apesar de também não considerar um nome delicado. Talvez por isso tenham sido registadas apenas 25 vezes o nome Carla em Portugal no ano de 2014.

Carla significa “mulher”, “mulher do povo”, "mulher forte", "mulher guerreira", “mulher livre” ou "fazendeira". Este nome é uma variante feminina de Carlos, que vem do germânico Karl, a partir de karal, ou kerl, que significa "homem". Por extensão, é atribuído o sentido de "homem livre" ou mesmo "homem do povo". Relacionando com a versão feminina, é aplicado o oposto, como já referido acima, “mulher livre” ou “mulher do povo”. Há ainda estudiosos que relacionam o nome Carla com o termo germânico hari, que quer dizer “exército” ou “guerreira”. 

Carla é bastante comum na língua portuguesa, italiana e espanhola, sendo Carol a versão inglesa do nome. A origem deste nome foi introduzido na Inglaterra pelos normandos e foi encontrado neste país na forma Carle, no século XII, tornando-se popular a partir do século XIX. 

Em Portugal, este nome foi encontrado em documentos datados do século XVII, no mesmo período em que surgiu na Irlanda, como uma tradução dos nativos Cathal, Cathaoir e Turlough

Carla Jesus.

O que pensam do nome Carla?

9 comentários:

  1. Não me entusiasmo muito com Carla e acho que hoje em dia está demodé em Portugal. Realmente marcou uma geração, e acho realmente interessante a força que teve nos anos referidos e como depois disso foi-se tornando cada vez menos utilizado. Não acho um nome feio, mas não o considero uma tendência atual. Confesso que as 25 Carlas me surpreendem.

    ResponderEliminar
  2. Não consigo gostar do som "Cárl". Já o som "Cârl" de Carlota, por ser menos aberto, gosto.
    Mudando a ordem de duas letrinhas fica Clara, um nome que gosto muito.

    ResponderEliminar
  3. Não gosto de Carla ;) Conheço várias da minha idade

    ResponderEliminar
  4. Contra mim falo, pk tb sou Carla.
    Habituei-me ao nome, mas n gosto. Acho-o mto rude na forma como se pronuncia!
    No entanto, identifico-me c o significado.
    Na escola, tb nunca fui a única Carla da turma. Desde Carla Alexandra, Carla Patrícia, Carla Sofia, Carla Filipa e Carla Isabel, nunca me senti exclusiva!
    Acho que é um nome bastante ultrapassado, até pk tem uma versão bem mais suave e moderna que o substitui mto bem, refiro-me a Carlota.

    ResponderEliminar
  5. Sou Bruna Carla.. e posso dizer que até hoje, 19 anos depois, não me habituei ainda ao Carla. Não gosto que me chamem de Bruna Carla. É um nome pesado, pronúncia feia, acho muito forte! Por ter nascido em 1996, só conheci UMA Carla da minha idade, e na verdade o nome dela era Karla (acho pior ainda). Como já disseram, é um nome ultrapassado, e na minha opinião, precisa ficar enterrado uns 100 anos ou mais.

    ResponderEliminar
  6. Gosto, mas é um nome que não me passa mt doçura e delicadeza (que são os meus favoritos).

    ResponderEliminar
  7. amo meu nome, tenho orgulho de ser uma mulher forte e gurreira, voces deveriam sentir o mesmo.
    beijos de luz

    ResponderEliminar
  8. Sempre pensei em Charles e Charlotte como a versão inglesa do nosso Carlos e Carla. Carol é outro Mundo.
    Quanto à minha opinião sobre o nome, confesso que é ste é capaz de ser o nome comum que mais me faz comichão, não me atrai a sonoridade.

    ResponderEliminar