quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Cristina

Kristina Pimenova
Com uma sonoridade delicada, elegante e graciosa, Cristina é um dos nomes mais melódicos que entra na minha lista de favoritos. Acho-o de uma doçura e ternura incríveis. Creio que seja por causa do som da vogal “i”, que me faz toda a diferença nestes nomes, torna-os mais cantados, mais musicais.

Cristina deriva do latim tardio Christina que corresponde à qualidade de ser cristão, por inspiração no nome de Jesus Cristo. No entanto, a associação não é propriamente imediata e talvez se justifique pela quantidade de Cristinas que abundam no universo luso-brasileiro. Cristina deixou de ser encarado como “a cristã”, para ser visto somente como um nome bonito (ou não), pelo menos, um nome feminino comum. Não se pensa muito no seu significado e o nome em si está a passar uma fase de desinteresse por parte das nossas populações.

Mas Cristina nem sempre foi um nome muito presente na nossa sociedade, na verdade, o advento da Cristina em Portugal dá-se na segunda metade da década de 50 do século XX atingindo um extraordinário número de registos anuais no abrir da década de 70. Desde então, as 1987 Cristinas de 1970 passaram a 25 em 2014, em Portugal. Depois do seu uso notável, a população portuguesa deixou de ver a originalidade e exclusividade em Cristina e começou a utilizá-lo maioritariamente como segundo elemento até que a chama se apagou e agora se trata de um nome incomum entre as bebés desta nova geração. Incomum, como primeiro elemento do nome, porque continua a ser uma escolha intuitiva para um composto, sendo o composto mais utilizado Lara Cristina.

Atualmente, no palco mundial, destacam-se as cantoras Christina Aguilera e Christina Perri, dando-se também destaque à atriz Christina Ricci. Na história da monarquia europeia destaca-se a figura da Rainha Cristina da Suécia (1626-1689), que abdicou do trono para se tornar protetora dos artistas e intelectuais, promovendo a vida cultural, com o desejo de fazer da sua pátria a “Atenas do Norte”. A sua figura inspirou um filme, lançado em 1933 e protagonizado pela bonita Greta Garbo. Destaco também a modelo Kristina Pimenova, a menina da foto desta publicação.

Joana Recharte.

Qual a usabilidade Cristina, na vossa opinião?

6 comentários:

  1. Adoro o nome Cristina, acho também melodioso e gracioso! No Brasil tb foi muito usado em compostos como segundo elemento, acho q isso fez as pessoas o verem com menos brilho, o que é uma pena. Espero q volte a ser mais usado.

    ResponderEliminar
  2. Poderia fazer uma postagem com a variação Christine?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Chris,

      Faremos por responder ao seu pedido o mais brevemente possível!

      P'la Equipa do Blog dos Nomes
      Joana Recharte

      Eliminar