sábado, 31 de outubro de 2015

Homero


Para mim, Homero é um nome forte, ousado e com uma vertente intelectual muito demarcada. Lembro-me imediatamente do grande poeta grego, aquele a quem chamam o pai dos poetas, o presumível autor da Ilíada e da Odisseia, obras fundamentais da cultura mundial que mudaram para sempre o mundo da literatura e o ofício da arte e da fantasia. Diz-se inclusive, que a Odisseia, obra poética que conta a história de Ulisses após a Guerra de Troia, é, a seguir à Bíblia, o livro que mais influência terá exercido, ao longo dos tempos, no imaginário ocidental. Quando ouço Homero é praticamente a única coisa que me vem à cabeça e digo-vos, que deleite!

Pode ser considerado pesado ou antiquado. Na verdade, entre 1920 e 1980 em Portugal, foram raros os registos anuais deste nome, pelo que se tornará extremamente improvável encontrarmos ou conhecermos alguém assim chamado nas nossas terras. Nos últimos anos também não nasceu nenhum Homero, exceto em 2014, ano em que foi registado um pequeno Afonso Homero. No Brasil, o nome também é bem raro, não se encontrando, logicamente, em nenhum top conhecido dos últimos anos. Mas, afinal, que nome é este?

Homero deriva do grego ‘Ομηρος (Homeros), que significa promessa ou prometido, embora várias fontes citem significados diferentes como segurança, juramento ou até mesmo cego. A questão da cegueira não me parece um significado fiável, pois creio que se trata de uma mera referência ao poeta grego que seria alegadamente cego.

Não se trata propriamente de um nome muito internacional, sendo que esta grafia corresponde à variação galega, espanhola e portuguesa do nome, mais vulgarmente conhecido um pouco por todo o mundo como Homer. E aqui, é inevitável. Houve alguém que não se tenha lembrado da personagem Homer Simpson? Pois bem, o enorme sucesso da série televisiva lançou o nome e tornou-o conhecido por todo o mundo e acrescentou-lhe uma dose abundante de descontração e humor. Existem, inclusive, opiniões que alegam que esta personagem arruinou a seriedade do nome, mas será isso verdade? Afinal de contas, Homer Simpson também influenciou, à sua maneira, a sociedade, certo?

Na verdade, o nome da personagem trata-se de uma homenagem, sendo o nome do pai do criador dos Simpsons que, por sinal, também resolveu dar o mesmo nome ao seu filho. Outras personalidades que nomearam os seus filhos Homer foram Richard Gere, Bill Murray e Anne Heche. Além de Homero, o poeta, e de Homer Simpson, são também referências Winslow Homer, o pintor norte-americano e Homer Hickman, um engenheiro da NASA que escreveu o bestseller Rocket Boys, que mais tarde inspirou o filme October Sky.

Joana Recharte.

Acham que Homero tem espaço entre nós?

6 comentários:

  1. Não me diz nada. Com essa terminação prefiro Lutero - adoro!

    ResponderEliminar
  2. Acho antiquado e até um pouco pesado. Troca-se uma letrinha e temos Romero q pra mim já soa mais atual e com mais frescor.

    ResponderEliminar
  3. Até acho que tem. Faz-me lembrar Ezequiel não sei nem porque... transmite-me as mesmas sensações

    ResponderEliminar
  4. Gostei do significado, mas acho que não tem muito espaço (risos). Pela sonoridade, lembra-me Romeu/Romeo.

    ResponderEliminar