quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Natalina - Atendendo a Pedidos


Agradeço ao/à leitor/a que pediu para escrever sobre Natalina, veio mesmo a calhar! Sendo eu uma apaixonada pelo Natal, é claro que a 1 mês e 12 dias da data festiva só podia estar em pulgas. E não há nada mais agradável do que escrever sobre um nome que me transporta para toda essa magia do Natal, para as crianças felizes, para os doces, as luzes, as histórias.  

Há muito tempo atrás, através da expressão latina natale domini, "Dia de Natal", surgiu o nome próprio Natalia, com esse mesmo significado. A partir daí originaram-se outros nomes, como Nathalie, Natille, Nataliya, e claro, Natália. Este, por sua vez, deu origem a alguns diminutivos, como ao conhecido russo Natasha, por exemplo, mas também ao menos conhecido Natalina

Natalina é usado maioritariamente em Itália, tal como muitos outros nomes com esta terminação -ina que eu acho tão elegante, delicada e feminina. No entanto, nos tempos atuais os portugueses parecem não reconhecer a beleza e usabilidade deste nome, talvez por desconhecimento ou pela associação a gerações mais velhas. De facto, parece-me mais provável conhecer uma senhora Natalina do que uma bebé com o mesmo nome, o que me deixa um pouco triste. Natália também não é muito usado em Portugal, por isso não adianta usá-lo como pretexto para que nasçam mais bebés portuguesas chamadas Natalina. No Brasil, pelo contrário, o uso de Natália (nesta e noutras grafias) já é mais significativo e por isso posso sugerir Natalina como alternativa. 

Admito que nunca tinha pensado neste nome, não sei porquê. Gosto de Natália, sempre gostei, e agora que penso em Natalina - a meu ver mais apetecível - fico rendida à sua doçura e magia. Vendo bem, não anda assim muito longe do popular Catarina; "Nata" em vez de "Cata" e "lina" em vez de "rina". Pessoalmente acho Natalina mais agradável em comparação com Catarina, precisamente pelos sons mais delicados das letras N e L. E a inevitável associação - boa - ao Natal, às famílias unidas, ao amor e à partilha só adoçam mais o nome. E depois tem diminutivos muito queridos como Nina, Tina, Lina, Lia, Nata (muito doce?)...

Como referência temos a atriz portuguesa Natalina José (da Silva Soares) que conta com mais de 50 anos de carreira e 32 revistas feitas por ela. Interpretou teatro, cinema e televisão e atualmente marca presença na SIC e na TVI nas séries humorísticas de Marina Mota

Encaixo Natalina no lote de nomes compridos, terminados em -ina e que me transmitem doçura, elegância e força, como Angelina, Clementina, Florentina, Valentina, por exemplo. De cada vez que repito Natalina vou gostando mais e mais dele!

O que pensam deste nome natalício?

8 comentários:

  1. Gostei muito do texto, mas acho q o problema de Natalina é a forte associação com o natal, afinal natalina/natalino são as denominações de tudo referente à essa data: ceia natalina, comida natalina, feriado natalino...acho q isso faz o nome soar meio caricato...nesse ponto prefiro Natália.

    ResponderEliminar
  2. Não tenho especial apreço pelo nome, mas gostei da forma simpática como foi retratado!

    ResponderEliminar
  3. Gosto do nome. O fato de podermos diminui-lo para o apelido fofo e carinhoso "Nina" torna-lhe agradavel a mim.

    ResponderEliminar
  4. Meu nome é Nátalie e eu amo o significado do meu nome é o fato do nome soar tão leve

    ResponderEliminar